Desenvolve SP tem alta de 34% nos financiamentos do 1º trimestre


Balanço da Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista instituição indica que as pequenas e médias empresas e os municípios do estado investiram R$ 104,8 milhões no primeiro trimestre de 2018. O valor é 34% superior ao registrado no mesmo período de 2017. Com destaque para o setor de comércio, que obteve 219% de crescimento, todos os setores produtivos registraram alta nos primeiros três meses do ano.

“Acompanhamos uma retomada gradual dos negócios em todo o estado, e a alta nos desembolsos indica que os empresários paulistas estão mais confiantes e se preparando para voltar a crescer. O ambiente de inflação e juros baixos também configura condições mais atraentes para investir”, observa Álvaro Sedlacek, presidente da Desenvolve SP.

A indústria foi responsável por puxar o crescimento, injetando R$ 50,6 milhões na economia neste período. Os setores de comércio e serviços aparecem na sequência, com R$ 18,4 milhões e R$ 31 milhões, respectivamente. Nos primeiro trimestre de 2017, os valores foram de R$ 5,7 milhões e R$ 29,9 milhões.

Em relação aos tipos de investimentos realizados no início do ano, o crédito para projetos de longo prazo, fundamental para que as empresas invistam em formação bruta de capital fixo e ampliem sua capacidade produtiva, representou 56% dos R$ 104,8 milhões desembolsados pela Desenvolve SP. Os outros 44% foram demandados para capital de giro, que registrou R$ 46,6 milhões, um aumento de 27% em relação ao período de 2017.

Os financiamentos para projetos verdes, como eficiência energética, energia renováveis e de responsabilidade ambiental, também registraram alta em relação ao ano passado, saltando de R$ 5,7 milhões para R$ 8,6 milhões (crescimento de 49%).

Quanto ao porte das empresas que buscaram a Desenvolve SP, os pequenos negócios apresentaram aumento expressivo de 94% na busca por financiamentos, investindo R$ 36 milhões em 2018 ante R$ 18,6 milhões em 2017. Entre os médios negócios, a variação também foi positiva no comparativo entre trimestres: R$ 60,3 milhões contra R$ 56,8 milhões (alta de 6%).  

 

FONTE: BOLETIM INDUSTRIAL

 

Anterior Dormer Pramet divulga os primeiros resultados da implementação da Prolog Vending
Próximo ITA usará solução Dassault Systèmes para aprimorar ensino de engenharia