Startup brasileira desperta interesse em gigantes alemãs


A BirminD, startup de Sorocaba (SP), tem atraído os olhares de grandes corporações alemãs como Siemens e SAP por meio de seus softwares de otimização de processos industriais. O B-Wise, criado em 2017, permite a avaliação de oportunidades de economia financeira em máquinas e equipamentos industriais sem o auxílio de um especialista. O software analisa o desperdício em plantas automatizadas e já é utilizado por grandes nomes da indústria global. A nova solução da empresa, o B-Zek, criado em parceria com a SAP, promete avaliar a causa de problemas industriais através do uso de inteligência artificial.

Por indicação da Siemens, a BirminD foi selecionada na categoria Inteligência Artificial para o programa de aceleração “Startups Connected” da Câmara Brasil-Alemanha. A startup passou nos últimos meses por um processo de aceleração e, no dia 27 de fevereiro, participou de um demoday para empresas alemãs patrocinadoras do programa. Desde o início do ciclo de aceleração, Siemens e BirminD estão avaliando a possibilidade de desenvolver projetos tecnológicos juntos.

A parceria com a SAP, desenvolvedora de softwares de gestão de empresas, veio com o programa Startup Focus. “Foi desenvolvido um módulo de integração que correlaciona informações gerenciais dos clientes do sistema Hana da SAP com dados de performance industrial do B-wise. Estamos aproximando a plataforma de computação in-memory da SAP, que processa grandes volumes de dados operacionais e transacionais em tempo real, com a tecnologia brasileira projetada pela nossa startup”, explica Diego Mariano, CEO da BirminD.

A Alemanha não será o único parceiro da empresa de Sorocaba. Em dezembro, representantes da BirminD participaram de uma missão de internacionalização de startups realizada pelo governo federal em Paris. O software foi apresentado a investidores franceses e deve, em breve, ser testado em um centro de automação que reúne doze indústrias, entre elas, a Airbus e a Total Petroquímica.

Para Christian Pensa, sócio e diretor de estratégia da BirminD, as parcerias com empresas europeias são resultado da experiência avançada da equipe com uma postura estratégica no mercado nacional. “Através de projetos POC (Proof of Concept) em plantas brasileiras de empresas globais, temos ganhado a confiança desses conglomerados que, aos poucos, estão compartilhando suas maiores demandas”, explica. “Estamos animados para prototipar novas soluções complexas para nossos clientes”, completa.

No Brasil, os clientes mais expressivos da BirminD são BRF, dona da Sadia e da Perdigão, CSN, Caterpillar e Coca-Cola. Com melhorias em processo de desossadores automáticos, fornos, compressores e sistemas de medição, as soluções da startup oferecem oportunidades expressivas no aumento de eficiência das empresas.

Em 2017, a tecnologia da BirminD impediu o lançamento de 200 toneladas de poluentes no meio ambiente através de otimização de processos industriais. A projeção dos técnicos da startup é que, em 2018, a melhoria de performance promovida pelos softwares da BirminD nas empresas atendidas chegue à casa das dezenas de milhões de reais.

 

Resultado de imagem para Startup brasileira, BirminD, Siemens, SAP, B-Wise

FONTE: BOLETIM INDUSTRIAL

Anterior Confiança da indústria avança em fevereiro
Próximo FEIMEC 2018: Junker apresentará inovações da tecnologia de retificação