Groupe PSA produz 2 milhões de motores na Usina Mecânica de Porto Real


O Groupe PSA alcançou ontem a marca de 2 milhões de motores produzidos na Usina Mecânica de Porto Real (UMPR), a sua unidade responsável pela fabricação de motores no Brasil. Este importante número foi comemorado com a montagem de mais uma unidade do EC5 1.6l, motor que equipa os Citroën C3 e Aircross e os Peugeot 208 e 2008 produzidos no país e também os modelos Berlingo, Partner, 308, C4 Lounge e 408 produzidos na Argentina. Além desse motor, a UMPR produz também sua versão para montagem com a nova caixa automática EAT6.

Inaugurada em 2002 com uma capacidade produtiva inicial de 50 mil motores por ano, a UMPR recebeu constantes investimentos por parte do Groupe PSA, permitindo importantes evoluções em sua estrutura, além de um intenso trabalho de formação de pessoal e de aplicação das melhores práticas produtivas Lean (PSA Excellence System).

Em 2017, o Grupo investiu mais de R$ 13 milhões na expansão da capacidade de produção dos blocos e cabeçotes dos motores da fábrica. Já no período de 2017 a 2018, a empresa deve concluir seu plano de investimentos de cerca de R$ 43 milhões adicionais em sua nova linha de produção de virabrequins, que entrará em funcionamento em julho de 2018 e que, inclusive, futuramente exportará parte de sua produção para o Groupe PSA no Marrocos.  Os investimentos no período, somados, totalizam, assim, cerca de R$ 56 milhões.

Com uma cadência produtiva de 425 unidades por dia, a UMPR conta atualmente com cerca de 200 colaboradores, divididos entre a montagem dos motores e a unidade de usinagem, responsável pela produção de blocos e cabeçotes de alumínio para os motores 1.6l.  Em 2017, produziu 92,6 mil motores, melhor marca desde 2014.

Peugeot 208 Griffe AT6

Feito foi comemorado com a 
montagem de mais uma unidade 
do propulsor 1.6 FlexStart

 

 

FONTE: BOLETIM INDUSTRIAL

Anterior FEIMEC 2018: Dardi apresentará nova máquina de corte com jato de água
Próximo Microcontroladores RH850/E2x são voltados à produção de carros “verdes”