Engie conclui aquisição ACS e amplia atuação no Brasil


A Engie Soluções, braço de serviços do grupo francês Engie no Brasil, concluiu a aquisição da ACS, empresa de monitoramento remoto de consumo de energia. A companhia é líder de mercado, com participação 40% em sua área de atuação. A compra estratégica possibilitará que a empresa atue em todos os segmentos do setor de eficiência energética.

O negócio permitirá a oferta de uma extensa gama de soluções integradas para os mais de 600 clientes que a ACS já possui – desde o monitoramento até a entrega de serviços que reduzam o consumo. A transação irá ainda expandir o leque de soluções a serem oferecidas para os mais de 700 clientes que a Engie já atende no Brasil.

Para Mauricio Bahr, CEO da Engie no Brasil, o negócio segue a meta global de focar investimentos em eficiência energética e plataformas digitais. No caso do Brasil, afirma o executivo, enquadra-se no objetivo de ampliar e diversificar a presença do grupo no país.

“Essa aquisição está perfeitamente alinhada com a estratégia da Engie de diversificar a sua atuação e se tornar líder na transição para um consumo de energia mais responsável. Estamos satisfeitos em expandir nosso portfólio de soluções com a aquisição da ACS”, disse Bähr.

Segundo o executivo, a compra da empresa é complementar às áreas nas quais a Engie já está presente. “A ACS era a peça que faltava no nosso quebra-cabeça de soluções integradas em serviços de energia. Ao conhecer o perfil de consumo dos clientes, poderemos identificar e fornecer os melhores serviços de eficiência energética, climatização, iluminação inteligente, manutenção e instalação de equipamentos industriais, sistemas de geração solar e até mesmo a compra de energia no mercado livre, dependendo do porte do cliente e do custo da energia”, explica Bähr.

Com crescimento superior a dois dígitos nos últimos anos, a ACS utiliza uma plataforma totalmente digital de acompanhamento online de consumo, carga e potência de energia em 5 mil sites de monitoramento. A ferramenta traça o perfil da demanda de cada cliente e permite ligar ou desligar equipamentos remotamente ou programá-los de acordo com o horário.

Com a aquisição, a Engie, que controla a maior geradora privada de energia do país, avança em sua meta de faturar R$ 1 bilhão com a área de serviços no Brasil em dois anos. O negócio ajudará a companhia a atingir esse objetivo, ao alavancar cerca de 10% deste valor em novos negócios gerados a partir desta aquisição.

A ACS, inicialmente, continuará operando com uma estrutura própria. A ideia é que haja um processo de integração que mantenha o “DNA” da companhia, com as características que a diferenciam no mercado e a alçaram à liderança do setor. A empresa tem mais de 30 anos no segmento de eficiência energética.

 

FONTE: BOLETIM INDUSTRIAL

Anterior Truckvan projeta crescimento de 30% em 2018
Próximo Ricoh anuncia US$ 19 milhões em investimento no Brasil