CBMM assina parceria com a Toshiba e a Sojitz para desenvolver nova geração de baterias de lítio


A empresa brasileira CBMM, a Toshiba Infrastructure Systems & Solutions Corporation e a Sojitz Corporation formalizaram sua parceria para o desenvolvimento de baterias de lítio com anodos de óxidos mistos de nióbio e titânio (NTO). O contrato assinado pela companhia brasileira e a gigante japonesa garante um aporte de U$7,2 milhões para a construção de uma linha de produção piloto para uma nova geração de baterias que se caracterizam pela alta densidade energética e recarga ultra rápida, duas demandas atuais da indústria automotiva diante da procura crescente por veículos elétricos que usam baterias recarregáveis.

A aplicação do nióbio nesta tecnologia viabiliza baterias mais seguras e duráveis e com tempos recordes de recarga. Além disso, a nova bateria poderá estocar o dobro do volume de lítio em relação às baterias convencionais que utilizam ânodos com grafite, portanto tem a maior capacidade de estocar energia. A CBMM tem sua história diretamente ligada ao desenvolvimento das tecnologias do nióbio, metal aplicado em atividades industriais como a fabricação de automóveis, de tubulações para transmissão de óleo e gás, de estruturas metálicas e turbinas de aeronaves.

Com essa parceria, o objetivo central da CBMM é aproveitar todas as potencialidades do nióbio para expandir seu mercado mundial. Além de fomentar e incentivar o mercado, a missão da CBMM é sustentável, transformando um recurso natural em soluções para os desafios da engenharia sempre com a adoção das melhores práticas ambientais. Graças a décadas de investimentos em seu programa de tecnologia de processamento e de aplicação do nióbio junto às principais siderúrgicas do mundo, a empresa alcançou a posição de líder mundial de produtos finais contendo nióbio, além de ser a única com presença em todos os segmentos deste mercado.

A parceria entre CBMM, Toshiba Infrastructure Systems & Solutions Corporation e Sojitz Corporation define o início da produção das novas baterias em pequena escala, sendo esta a última etapa do desenvolvimento tecnológico antes da produção em escala industrial. Neste projeto, a Toshiba também tem a intenção de estabelecer uma rede de suprimento de materiais iniciar a comercialização dessa nova geração de baterias no começo do ano de 2020.

Fonte: Boletim Industrial

Anterior CBMM assina parceria com a Toshiba e a Sojitz para desenvolver nova geração de baterias de lítio
Próximo Metal Mineração 2018 gera R$ 50 milhões em negócios

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *